Sádado, 20 de Setembro de 2014
 
Escolher Idioma:
 
HOSPEDAGENS
DESTINOS
NOTÍCIAS
SAÚDE&VIDA
CULINÁRIA
ANUNCIE AQUI
 
  DESTINOS PELO BRASIL
Brasília-DF - Conheça este destino. Turismo em Brasília-DF. Atrações turísticas de Brasília-DF. Onde se hospedar em Brasília-DF. Hotéis em Brasília-DF. Pousadas em Brasília-DF. Viagem para Brasília-DF. Saiba tudo sobre Brasília-DF
Conheça Brasília-DF
Fonte: De pesquisa - www.guiahospedagem.com
Tamanho da Fonte:
a a a

Brasília é classificada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco e Recebe um milhão de visitantes por ano. O turismo cívico é valorizado por estarem localizados na capital os órgãos governamentais da administração direta e os representantes dos três poderes republicanos.

Brasília é a capital da República Federativa do Brasil e sua quarta maior cidade. Na última contagem realizada pelo IBGE em 2008, sua população ultrapassou 2,5 milhões de de habitantes. A cidade possui o segundo maior PIB per capita do Brasil entre as capitais, superada apenas por Vitória-ES.

Inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, Brasília é a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. A transferência dos principais órgãos da administração federal para a nova capital foi progressiva, com a mudança das sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais.

A capital do Brasil é uma cidade totalmente construída com idéias modernistas. O valor do seu plano urbanístico e de seus monumentos faz com que Brasília seja um marco mundial da arquitetura e urbanismo modernos. Assim, a Capital do Brasil foi o primeiro núcleo urbano, construído no século XX, considerado digno de ser incluído na lista de bens de valor universal, recebendo o título de Patrimônio Cultural da Humanidade, em 1987, pela UNESCO.

O reconhecimento de seu valor patrimonial fundamentou-se no plano urbanístico de Lúcio Costa, concebido em quatro escalas estruturais: a Monumental - compreendida em todo o Eixo Monumental e que abriga a alma político-administrativa do País -; a Gregária - representada por todos os setores de convergência da população -; a Residencial - composta pelas Superquadras Sul e Norte - e a Bucólica - que permeia as outras três, por se destinar aos gramados, praças, áreas de lazer, orla do lago Paranoá e aos jardins tropicais de Burle Marx. Da interação dessas quatro escalas nasceu uma cidade que "sendo monumental, é também cômoda, eficiente, acolhedora e íntima. É ao mesmo tempo, derramada e concisa, bucólica e urbana, lírica e funcional..." (Lúcio Costa).

Para compor o plano urbanístico, Oscar Niemeyer projetou monumentos marcantes, considerados o melhor da expressão arquitetônica moderna brasileira. O grande diferencial desses monumentos e de outros espaços de Brasília é a integração da arte à arquitetura. Com isso, vários artistas de renome participaram da construção da capital, transformando-a em palco de experimentação das artes.

Brasília é classificada ainda como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Recebe um milhão de visitantes por ano e entre suas atrações mais visitadas estão o Congresso Nacional, o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, o Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo brasileiro, a Praça dos Três Poderes, a Catedral, o Catetinho, a Torre de TV, o Memorial JK, o Panteão da Pátria, o Teatro Nacional Cláudio Santoro, o Santuário Dom Bosco e o Museu Vivo da Memória Candanga. Outra bela obra arquitetônica é a recém-construída ponte Juscelino Kubitschek, premiada internacionalmente, pela beleza de sua arquitetura, já no seu ano de inauguração.

A cidade ainda é conhecida por suas comunidades espiritualistas (como o Vale do Amanhecer, em Planaltina (DF) a Cidade Eclética e a Cidade da Paz) localizadas nos seus arredores e também por modernistas templos religiosos, como o Templo da Boa Vontade da LBV. Brasília também oferece ecoturismo por estar localizada 1.000 metros acima do nível do mar, no imenso platô do Planalto Central, de onde nascem quase todas as grandes bacias hidrográficas brasileiras. [39] A cidade ainda conta com várias áreas verdes, como o Parque da Cidade Sarah Kubitschek, o Parque Nacional de Brasília, mais conhecido como Água Mineral e o Jardim Botânico.

O turismo histórico na capital federal não se restringe ao período posterior à fundação, mas também resgata locais e fatos anteriores a 1960, como a Estrada Geral do Sertão, com mais de 3.000 quilômetros, aberta em 1736 para ligar a cidade de Salvador a Vila Bela, antiga capital do Mato Grosso.

O governo do Distrito Federal criou uma empresa estatal para tratar especificamente do desenvolvimento do turismo em Brasília, com potencial para aumentar o tempo de permanência dos visitantes, que em boa parte se dirigem à capital federal a serviço. Além dessa iniciativa, uma série de ações estratégicas tem sido tomada para divulgar a imagem da cidade no Brasil e no exterior, como a instalação do primeiro vôo direto Brasília-Lisboa, e a preparação para os cinqüenta anos da fundação, em 2010.

Além de seus encantos próprios, Brasília é pródiga, por propiciar ao viajante, em seus arredores, muitas coisas belas. Próximas à capital, cidades históricas, coloniais, como Pirinópolis, Patrimônio Artístico e Histórico da Humanidade, e Goiás Velho, testemunha o barroco brasileiro. Nelas está a preservada a memória dos séculos XVI e XVII, quando, em seus córregos, em seus rios, os aventureiros de então entregavam-se ao garimpo do ouro e do diamante.

Epicentro da brasilidade, é Brasília em natural portão de entrada para a exuberância do Pantanal, com seus 230 mil quilômetros quadrados. Mundo encantado, paraíso das flores, pássaros e animais, ao qual se chega tanto por ar como por terra, pela rodovia BR-060, que no Estado do Mato Grosso transforma-se em BR-364. Com seus 1.133 quilômetros pavimentados, a viagem permite ao viajante cruzar, ainda no Estado de Goiás, o rio Araguaia, aonde se multiplicam dourados, jaús e pintados. Destino natural de quem, ao redor do planeta, viaja em busca das emoções da pesca farta, da luta contra peixes de grande porte. E extremamente saborosos.

Ao universo da mais preciosa reserva biológica do mundo , a Amazônia Brasileira, também tem fácil acesso o turista a partir de Brasília. Maior floresta úmida do planeta, a região cortada pelo maior rio em volume de água do mundo, o Amazonas, guarda primitivos, ancestrais povos de floresta, como os Yanomami e os Kayapó, e reservas biológicas de fauna riquíssima, da qual as atrações maiores são os botos, os macacos, os jacarés e as onças.

Todo esse diferencial urbanístico, arquitetônico e artístico faz com que Brasília seja uma cidade muito especial, diferente de qualquer outra já vista no mundo.


ONDE FICAR EM BRASILIA-DF
Clique Aqui e confira a lista completa de Hotéis e Pousadas para se hospedar em Brasilia-DF

ALGUNS DOS ATRATIVOS DE BRASILIA-DF

Palácio da Alvorada
Residência oficial do Presidente da República. No meio de um enorme jardim, fica o prédio conhecido por suas colunas de mármore branco que se tornaram símbolo de Brasília – projeto de Oscar Niemeyer. Primeira grande construção erguida na cidade, o Palácio da Alvorada foi inaugurado antes de Brasília ficar pronta, em 1958. A visitação é apenas externa.

Praça dos Três Poderes
A Praça dos Três Poderes abriga alguns dos prédios mais significativos da obra de Oscar Niemeyer – o Palácio do Planalto, sede da Presidência da República; o Congresso Nacional, sede da Câmara dos Deputados e do Senado Federal; e o Supremo Tribunal Federal. Lá estão também: o Panteão da Pátria, o Espaço Lúcio Costa e três importantes esculturas – O Pombal, de Niemeyer; A Justiça, de Alfredo Ceschiatti; e Os Candangos, de Bruno Giorgi. Na praça central uma Bandeira Nacional de 286 m quadrados é sustentada por um mastro de 100 m de altura. Fica ao final da Esplanada dos Ministérios.

Congresso Nacional
Sede do Poder Legislativo, o Congresso Nacional é composto pelo Senado Federal - que fica do lado esquerdo e é representado pelo "prato côncavo" - e pela Câmara dos Deputados - localizada ao lado direito e representada pelo "prato convexo". A cada hora iniciam-se visitas guiadas pelos plenários e museus das duas sedes do Poder Legislativo.

Palácio do Planalto
Sede do Poder Executivo e local de trabalho do Presidente da República. As visitas guiadas duram 20 minutos e podem ser feitas aos domingos, das 9h30 às 13h. Uma atração à parte é a troca da guarda do Palácio do Planalto, que acontece a cada duas horas – sendo a primeira às 8h, e a última do dia, às 18h. Fica na Praça dos Três Poderes, ao final da Esplanada dos Ministérios.

Palácio do Itamarati
Também conhecido como Palácio dos Arcos, o Palácio do Itamarati abriga diversas obras de arte e antiguidades. As visitas guiadas podem ser feitas diariamente, das 14h às 16h30, e aos sábados e domingos, das 10h às 15h30. Fica na Esplanada dos Ministérios.

Supremo Tribunal Federal
Sede do Poder Judiciário do País, o Supremo abriga uma biblioteca com aproximadamente 80 mil volumes. As visitas guiadas podem ser feitas aos domingos, das 10h às 16h, e duram cerca de 30 minutos - passam pela Sala de Sessões, pelo Salão Nobre e por três Museus. Fica na Praça dos Três Poderes, Esplanada dos Ministérios.

Palácio da Justiça (Ministério da Justiça)
Sede do Ministério da Justiça, oferece visitas guiadas ao Salão Negro, Sala de Retratos, Biblioteca e Jardim Interno. A visita pode ser feita de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h e das 15h às 17h. Fica na Praça dos Três Poderes, ao final da Esplanada dos Ministérios.

Panteão da Pátria Tancredo Neves
Monumento à liberdade e à democracia, homenageia os heróis da pátria e o ex-presidente Tancredo Neves. O projeto é de Oscar Niemeyer e possui acervo de vários artistas, entre eles Athos Bulcão, João Câmara e Marianne Peretti.

Vôo panorâmico de helicóptero
Sobrevoa o Eixo Monumental a 140 m de altura, durante cerca de 10 minutos. Os helicópteros comportam três passageiros. A saídas acontecem ao lado da Torre de TV, no Eixo Monumental.

Passeio de barco pelo Lago Paranoá
O passeio percorre o Lago por duas horas, passando pela Ponte JK, e exige um mínimo de 15 pessoas para sua saída – que acontece no Clube ASBAC.

Catetinho
Primeira construção de Brasília, erguida em 1956, quando a capital ainda nem estava pronta – servia de residência oficial ao então Presidente da República Juscelino Kubitschek. Lá podem ser observados móveis e objetos da época, utilizados nos primeiros passos de Brasília como capital federal. O acesso ao Catetinho fica na BR-040, sentido Belo Horizonte, próximo ao Country Clube de Brasília.

Torre de Televisão
Projeto de Lúcio Costa, com 224 m de altura, é local de visita obrigatória na cidade. Lá de cima pode-se avistar boa parte do Plano Piloto, a partir de uma plataforma a 75 m do chão, que tem capacidade para 150 pessoas. No final da tarde, muitos visitantes sobem para admirar o belo pôr-do-sol de Brasília. Circundando a Torre está instalada a maior e mais tradicional feira de artesanato de Brasília. À sua frente encontra-se a escultura "Era Espacial" de Alexandre Wakenwith e, numa plataforma mais baixa, a 25 m de altura, fica o Museu de Gemas. A Torre de TV fica no Eixo Monumental.

Espaço Lúcio Costa
Espaço dedicado à maquete da cidade de Brasília. Fica no subsolo da Praça dos Três Poderes – ao final da Esplanada dos Ministérios -, e está aberto à visitação de terça a domingo, das 9h às 18h.

Ponte JK
Inaugurada em 2002, a Ponte JK é a terceira ponte construída para ligar o Plano Piloto ao Lago Sul. É considerada uma das pontes mais belas do mundo.

Catedral Metropolitana de Brasília
Projetada por Oscar Niemeyer, foi inaugurada em 1970. Tem formato circular e é constituída por 16 pilares curvos entremeados por belíssimos vitrais, criados por Marianne Peretti – sua disposição garante iluminação natural à nave, que fica abaixo do nível do solo. Em volta da igreja podem ser vistas esculturas de Alfredo Ceschiatti – os quatro evangelistas – e no interior, os anjos suspensos. Há ainda pinturas de Di Cavalcanti, representando os passos da Paixão de Cristo, e telas de Athos Bulcão. A Catedral fica no Eixo Monumental, no início da Esplanada dos Ministérios.

Santuário Dom Bosco
É cercado por arcos de 16 metros de altura que sustentam imensos vitrais com várias tonalidades de azul. Entremeados por pontos mais claros, dão a impressão de céu estrelado e de mudar de lugar conforme a posição do sol. O lustre central contém 7.400 copos de vidro Murano. O Santuário foi inaugurado em 1963 e fica na Avenida W3 sul, quadra 702.

Templo da Legião da Boa Vontade
Aberto 24 horas, a construção em forma de pirâmide tem o piso decorado com espirais em granito. No topo do templo, uma pedra de cristal de 40 cm e 21 kg confere energia positiva ao local, segundo os idealizadores da obra. Há ainda uma Sala Egípcia, uma galeria de arte e uma loja de suvenires. Localiza-se no Setor de Grandes Áreas Sul (SGAS), quadra 915.

Museu de Valores do Banco Central
Exposição permanente de moedas e cédulas nacionais e estrangeiras. Tem também uma exposição sobre extração de ouro que exibe a maior pepita encontrada no Brasil, com 62 kg. O Museu fica no Edifício Sede do Banco Central – Setor Bancário Sul (SBS), quadra 3, bloco B.

Memorial JK
Em destaque no Eixo Monumental, é uma homenagem ao idealizador e fundador de Brasília, o Presidente Juscelino Kubitschek. Nos salões encontram-se o museu – com fotos, documentos e objetos referentes à vida de JK - e a Câmara Mortuária, com o túmulo do ex-presidente. Funciona de terça a domingo, das 9h às 18h. Fica no Eixo Monumental, na Praça do Cruzeiro.

Museu Nacional de Gemas
Mostra permanente de pedras e cristais brasileiros. Fica no Salão Panorâmico da Torre de TV, no Eixo Monumental. Funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 18h, e aos sábados, das 10h às 16h.

Centro Cultural Banco do Brasil – CCBB
Abriga exposições temporárias, mostras de arte e espetáculos teatrais e de dança. Também possui lanchonete, loja de suvenires e auditório, onde são promovidos debates sobre os mais diversos assuntos, rodas de leitura, entre outros eventos. Funciona de terça a domingo, das 12h às 21h.

Museu da Imprensa
O grande destaque desse museu é o prelo usado pelo famoso escritor brasileiro, Machado de Assis, que exerceu a profissão de gráfico na sua juventude. Há também exemplares do Diário Oficial em que foram publicadas a Lei Áurea e o Ato de Proclamação da República.

Memorial dos Povos Indígenas
Apresentas peças indígenas utilitárias – como cerâmicas, vasos e redes – e ritualísticas - cocares e colares – das tribos de todo o país. O museu recebe visitas de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados e domingos, das 10h às 17h. Fica no Eixo Monumental, na Praça do Buriti, em frente ao Memorial JK.

Parque da Cidade – Sarah Kubitschek
Dentro dos limites do Plano Piloto fica o Parque da Cidade, com quatro milhões de metros quadrados. O paisagismo é de Burle Marx e os azulejos que ornamentam os sanitários espalhados por todo o Parque são de Athos Bulcão. Equipado com quadras de esporte, hípica, kartódromo, pistas de skate, playgrounds infantis, ciclovia e pista para caminhada e corrida, o Parque da cidade atrai centenas de brasilienses durante todos os dias e, principalmente, nos finais de semana. Sua entrada principal fica no Eixo Monumental Sul, mas há saídas secundárias que levam a outras partes da Asa Sul. 2.

Jardim Botânico de Brasília
Foi fundado em março de 1985 e desde então passou por várias reformas para satisfazer seus originais requisitos filosóficos - ser uma mostra do cerrado -, e técnicos – tornar-se um espaço de pesquisa, educação ambiental e lazer para a população. Lá encontram-se, além da vegetação típica do cerrado, trilhas para caminhadas, um mirante, de onde se avista boa parte do parque, e um Centro de Visitantes, ponto de apoio e informação para quem deseja conhecer o Jardim. Há, ainda, jardins com plantas nativas e exóticas, todas identificadas com placas sinalizadoras e até mesmo áreas para piqueniques. Está aberto à visitação de terça a domingo, das 9h às 17h.

Parque Nacional de Brasília
Possui 30 mil hectares. É mais conhecido como Água Mineral – por causa de suas nascentes e piscinas de água corrente formadas a partir dos poços d’água que surgiram às margens do Córrego Acampamento. Além das piscinas naturais, há também duas trilhas para caminhada: a Trilha da Capivara, que tem 1,3 km de extensão e pode ser percorrida em 20 minutos; e a Trilha Cristal Água, que exige uma hora de caminhada por seu percurso de 5 km. Nos dias mais tranqüilos é possível observar a fauna local, como tatus, macacos e capivaras. O Parque pode ser visitado durante todo o ano, mas a melhor época é entre maio e outubro.

Parque da Chapada Imperial
A 50 km de Brasília, a Chapada Imperial fica dentro de uma APA – Área de Proteção Ambiental. O passeio guiado é feito por trilhas e cachoeiras, com paradas para banho. Começa às 9h e termina às 17h30, incluindo transporte e almoço. É preciso reservar com antecedência, levar tênis, boné e protetor solar, além de um lanche leve para os intervalos, antes e depois do almoço. O acesso ao Parque se dá pela DF-220, por 50 km, 16 deles em estrada de terra.

Jardim Zoológico de Brasília
Ocupa uma área de 140 hectares, ao lado do Santuário de Vida Silvestre do Riacho Fundo, com 440 hectares, e do Parque das Aves, com 110 hectares, todos geridos pela Fundação Pólo Ecológico de Brasília (FunPEB), resultando numa área total de 690 hectares. Lá encontram-se aproximadamente 1.300 animais entre aves, répteis e mamíferos, num total de 253 espécies, destacando-se aqueles da fauna representativa da América do Sul - alguns sob ameaça de extinção.

Bay Park
Parque aquático com seis toboáguas – entre eles, um aberto, com 20 m de altura, e outro fechado, com 35 m -, piscinas de ondas, rio artificial com correnteza e piscinas infantis. Fica no Setor de Hotéis e Turismo Norte, trecho 2, conjunto 5.


Fontes:
SETUR Brasília - http://www.setur.df.gov.br/
Wikipédia - http://pt.wikipedia.org


  ÚLTIMAS NOTÍCIAS
15/09/14    Hotéis faturam mais com ajuda de turistas estrangeiros
15/09/14    Turismo mantém expansão no terceiro trimestre
15/09/14    Cervejas artesanais ganham espaço em roteiros turísticos
01/09/14    Rede hoteleira aproveita bom momento do turismo
01/09/14    Tranquilidade atrai visitantes ao Vale do Rio Preto
01/09/14    Turista da Copa gastou o dobro do habitual
25/08/14    Rally dos Sertões movimenta o turismo
25/08/14    Estrangeiros gastaram US$ 789 milhões em julho
  ENCONTROU ALGUM ERRO?
Corrija-nos! Encontrou fotos, telefones ou dados incorretos no site? Relate o erro e ajude-nos a manter o GuiaHospedagem com informações precisas. Clique Aqui
 
  PUBLICIDADES
 


© Copyright - by Guia de Hotéis e Pousadas
www.guiahospedagem.com | www.guiahospedagem.tur.br


NÚMEROS/ESTATÍSTICAS:
+ de 14 mil Hotéis/Pousadas    |  + de 5 mil Cidades    | 
INFORMAÇÕES
Cadastre seu Hotel | Indique-nos | Anuncie | Fotos 360º graus | Fale-conosco | Relate erros | Política de Privacidade

ALTERAR IDIOMA

English

Español

Português